Instagram.me

05abr12

Imagem

Sobre a poesia que a gente vive.

Tem muita gente xarope que fala mal do Instagram, das fotos que ficam todas iguais, que parecem antigas, que é pastiche e nanan.

Falaram que o Photoshop acabaria com a verdade e sentimento da fotografia, e ele tá aí né minha gente!

Pensar o cotidiano em fotografias, em vários takes,pensar que algo banal é digno de ser registrado e dividido, é fabuloso! Por isso acho a mais interessante das redes sociais.

Não entendia a minha soul mate Fefs, passando o indicador freneticamente pela tela do celular, achava vício. Até que comprei  um IPhone ( com prazos a perder, de vista, ahaha).

A vida precisa de um pouco de filtro mesmo, resta saber se é do mau-humor desse povo blasé, ou  se  é o da leveza.

É de muitas fotos ruins que se tira uma boa, um exercício como outro qualquer. O estético.

Eu copio, tu copias. No mínimo é um registro de como somos agora. Imagine um filme daqui a 20 anos, com a luz e os filtros do Instagram, que na verdade são de mais de 40 anos atrás, que já deviam aparecer eu alguma pintura. Tipo o rouge no 80’s. Meio Escher, isso né.

Muitas fotos de bebês, pets, pés, comidas e escadas para vocês…

O poder arrebatador do zoom, do close. Ficamos mais próximos.

Vê quem quer.

Meus preferidos:

@fernandafefs (não é jabá), @adaniella,@ gabyamarantos, @ernandaputra e @joanafranca.

Anúncios

 

É muito bom comprar, a gente se acha mais legal quando compra algo.

A tara de garimpar, de achar algo diferente, para se sentir mais cool, como se ainda existisse vanguarda nesse mundo.

Amor próprio muitas vezes é usado como sinônimo de vaidade e isso implica em gastos. Investir em você não é dar um upgrade no inglês mas sim ter aquela bolsa clássica no armário, para usar em reuniões com clientes, hehe.

As pessoas se interessam pelo que elas aparentam ser, é fato, somos superficiais.

Nada é mais eficaz do que o apelo estético.

Sem tempo, a gente compra, como um ansioso come chocolate.

Quantas vezes você já não comprou algo usando como desculpa “eu mereço”?

Praia de paulistano é shopping center.

A variedade e os preços da internet me comovem. Emoção da compra a alguns cliques de distância.

Impulsivo, como respostas atravessadas no gtalk.

E aí que o seu cartão de crédito te faz sentir rico, mais bonito e descolado. Até que no mês seguinte vem a fatura e você percebe que tem alguma coisa errada.

Não adianta vir com Guaraná para mim. Não há Rescue, Valium ou chocolate que valha.

 


Cara, é sim mais um blog de uma menina mostrando seus looks.

Os looks são corajosos, criativos e alguns são até meio vamp (tão anos 90 essa gíria!) o que a diferencia de outros blogs de meninas plus size como o  young, fat and fabulous, que ainda se preocupa  em esconder partes do corpo.

Mas você há de convir que a Nadia é diferente. Tem o carão e sustenta o que veste. Ela é linda, sexy e autêntica.

Para mim comprova que ter auto-estima é meio caminho andado.

As feias que me desculpem mas beleza é fundamental.

Ela que não é boba nem nada, sacou a demanda e tem uma loja virtual.


Concorrência

30dez11

Adô.

Grife mineira de acessórios, que  de certa forma, me serve de parâmetro de como quero recomeçar.

Tem  produtos inspired e produtos autorais também e agora se aventuraram  em produtos para a casa.

Ê 2012…


Certofobia

13out11

Cara,

ao voltar do trabalho, Osasco- São Paulo, percebo que além de dirigir o carro no dilúvio, estou dirigindo a minha própria vida.

Sozinha.

E indo bem.

Sinto o maior cagaço.

Começo a rezar, porque daí sou eu + Deus.

É a mesma sensação de quando a professora me elogia na aula de balé, mas daí  começo a fazer tudo errado.

 


um dedo

24jul11

bem mais interessante que os dedinhos da eliana.

bem-humorado.

sexy fingers


Na medida certa

28jun11

Tá, e aí que eu paguei em dezembro do ano passado o plano anual da academia.

Paguei uma academia cara, acreditando em mim e naquele acompanhamento que eles prometiam e que é a maior balela.

Nesses meses todos não fui  nem uma semana sequer os cinco dias que havia prometido.

Detesto todas aquelas pessoas. A menina de macacão de onça, o professor que azara a menina que quer ser felina mas usa a toalhinha para cobrir a bunda na certeza de que todos pagam R$250,00 para vê-la, odeio  a recepcionista que me despreza quando chego na academia num  dia comum e pergunto o que está acontecendo porque tem música, luz, pit de dj (com dj) e até globo de espelho de boate! Quase pedi desculpas por querer malhar ouvindo um dub de boa . Deu até onda fazer esteira cheirando gelo seco.

Ai, não é para mim! Essa tal de endorfina não bate em mim não, dizem que tem gente que pode aspirar todo o pó do mundo que não vicia, acho que sou assim. Com a  endorfina, claro.

Acho maneira aquela barriguinha de chope no gatinho barbudo, é cool ser sedentário, sinal de que ligo mais para beleza interior, ahaha.

Enquanto você malha minha amiga, eu pesquiso tendências, vejo todas as atualizações do meu google reader, me mantenho (próclise, ênclise ou mesóclise?) informada!

Faço as unhas, sou moderninha,charmosa, sou muito mais que isso! Ahaha

Daí fui lá toda decidida e tranquei.

Aham.

Scroll vai, scroll vem…

É, ser incontestavelmente linda e magra deve ser bom mesmo.

Acho que vou parar de comer para pagar a academia e um PERSONAL. É bom que emagrece!

fué fué fué fuéééém